Prefeitura Municipal de Tracunhaém - Começo de um Novo Tempo

Funcionamento : de segunda a sexta, 07:00 às 13:00 da tarde.
  Contato : (81) 3646-1282

História

Palavra de origem Tupi-guarani (Tara-cuaém), quer dizer: “Formigueiro ou Panela de Formiga”. Em 1665, era uma Propriedade de cinco léguas encravadas na Região então conhecida sob o nome de Mattas do Brasil, em terras compradas por Diogo Coelho Romeiro à Gregório de Mattos Pereira. Habitada inicialmente por indígenas, o local, onde se situa Tracunhaém, era chamado de Tapirurama. Tendo seu “Ato de Retificação”, lavrado em 20 de março de 1665. Local este onde era erguida uma Capela sob a invocação de Santo Antônio começa então, a formar-se a povoação de Tracunhaém.

Em 1742, foi elevada à categoria de freguesia. Em meados do século XVIII a freguesia de Tracunhaém englobava Nazaré da Mata, Lagoa Seca e Vicência. Sendo criada a Comarca de Nazaré da Mata em 1839, houve como conseqüência o desmembramento também de lagoa Seca em 1879 e Vicência em 1880.

Em 1928, era uma vila de pouco mais de 200 casas em ruínas e metidas em denso matagal conhecida por Vila Ana.

Na localidade a arte do barro existe como uma tradição que vem dos índios, segundo a tradição oral, foram os tupis que modelaram os primeiros cachimbos de barro.

O distrito de Tracunhaém foi criado pela lei municipal de nº 05, datada de 30 de novembro de 1892. Integrava o território do Município de Nazaré (atualmente Nazaré da Mata). Foi também criado por lei municipal de nº 445, de 21 de novembro de 1929.

Foi restaurada pelo decreto municipal de nº 05, datado em 07 de novembro de 1930.

A lei estadual de nº 4.951, de 20 de dezembro de 1963, criou o município de Tracunhaém.

Em 1965, realiza-se a 1ª Eleição, onde Pedro Alcides de Figueiredo Lima foi eleito pelo povo, sendo considerado como 1º prefeito da cidade de Tracunhaém, onde cumpriu seu mandato de 1965 à 1968.

Anualmente, no dia 20 de dezembro, Tracunhaém comemora sua Emancipação política.

Compartilhe: